terça-feira, 22 de maio de 2018



Sacudo o vento das mãos, limpo
as sombras dos pés, alago
os olhos de artérias
e o coração de marés.

E que haja mar à minha frente e
um barco que o desmonte, que eu
tenho sonhos e mãos
que agarrem o horizonte!

Maria da fonte

1 comentário:

  1. Tão bela a sua poesia, Maria!
    Há muito que não a visitava e adorei o que li.
    Beijinhos e bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar