sábado, 6 de agosto de 2011

A Ti

Afastei-me de ti e quis fugir,
Acreditei ser esse o meu caminho,
Abandonar o pai que me moldou
E escalar a minha fé sozinho.
Depositei no limbo a salvação .
Olhei em volta e tudo me fugiu.
Interroguei a minha condição:
Salvar o quê, se já nada era meu?

Desci a mim e regressei a ti.
Já no teu colo, fiz a escalada.
No teu suor lavei a minha fé.
Ressuscitei de alma lavada.

Maria da Fonte