domingo, 2 de dezembro de 2012

Recusa



















Não me peças para te revelar os meus encontros
Fortuitos com a poesia.
Há carícias tão íntimas que só os amantes dominam,
Instantes sagrados, onde nem as ideias penetram,
Sonhos impermeáveis ao compasso das horas.

E se tu nunca questionaste os orgasmos que me contraem a carne,
O que te leva a desventrar – me as vibrações da alma?

Maria da Fonte
Imagem da internet

19 comentários:

  1. Há encontros que nunca devemos revelar... os poéticos, por exemplo...
    Excelente poema, gostei imenso.
    Querida amiga, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria, um poema belíssimo escrito com a sua peculiar e sublime inspiração. Parabéns. Bjs e boa semana. Ailime

    ResponderEliminar
  3. Olá Maria da Fonte! A divina inspiração que contorce as entranhas dos poetas e vem à luz através de suas palavras, é como um filho que o artista dá ao mundo...uma feliz semana pra vc, que a linda poesia que fazes a ilumine!

    Abraços

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  4. Estamos lhe apresentando nosso blog novo, só com músicas de todos os tempos e estilos, sua presença nos deixará muito felizes: http://dovinilaomp3.blogspot.com

    Feliz semana, Maria.

    Ghost e Bindi

    ResponderEliminar
  5. Maria, obrigado pela visita. És uma verdadeira poetisa. Seja bem vinda! Volte sempre que quiser.

    Bj

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria, há encontros que nos inebriam...há olhares que não ousamos revelar. Amei demais o teu poema amiga. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  7. Uma poesia imensa que só é possível para alguns!
    Fantástica Man.
    Mui bjis

    ResponderEliminar
  8. Maria, lindo demais seus versos, têm momentos que são tão mágicos que se contarmos pode correr o risco de esvanecer!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  9. Como en un corto poema puedes encerrar tanta sensualidad. Enhorabuena

    un saludo

    fus

    ResponderEliminar
  10. Ah, se todos fizessem essa pergunta,
    quantas dúvidas, seriam desvendadas...!

    Beijo!

    ResponderEliminar
  11. Uau...Fiquei suspenso...Li e reli ainda mais devagarinho estava com medo de não ler aquilo que escreveu.
    O resto será parte de um sonho de cada um...

    ResponderEliminar
  12. Olá Maria, passei para deixar o meu carinho. Beijos

    ResponderEliminar
  13. Maravilhoso este caso de amor com a poesia. Gosto da maneira com que lida com as palavras. Um beijinho.

    ResponderEliminar
  14. Sem dúvida que há coisas que são tão nossas que apenas as podemos partilhar em pleno com quem as compreende...

    Beijo

    ResponderEliminar
  15. SIMPLESMENTE A VERDADE.... MARAVILHOSO!!!

    MOMENTOS ÍNTIMOS... INESPLICAVEIS!!!

    BOAS FESTAS!!!

    1 BEIJO

    LÍDIA

    ResponderEliminar
  16. Reli com muito agrado o teu excelente poema.

    Querida amiga, tem um bom fim de semana.

    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  17. Sempre excelente poesia.

    Venho desejar a si e sua Família
    um FELIZ NATAL.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar