segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Eu sei












Eu sei
que as minhas pernas não conseguem
levar-me onde me leva o pensamento.
Eu sei
que as minhas asas são de cera,
que não resistem ao calor do fogo intenso.
Eu sei
que o meu desejo, forte e denso,
transcende a soleira do olhar.
Eu sei
que o que vejo, eu invento,
que não suporto a barreira do meu estar.
Eu sei
que o limiar onde aguento
é entrada e saída do real.
Eu sei
que o corpo é sopro de momento,
que a vontade é firme e imortal.
Eu sei
que a esperança em mim existe,
que corre no meu ser, no meu estar.
Eu sei
que só a fé em mim resiste
ao tempo que persiste em me levar.

Maria da Fonte
omundodelas.wordpress.com

4 comentários:

  1. Muito bom! Versos bem construídos!Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Mas que a luz e a bondade de seu coração, façam de 2012, um ano absolutamente melhor,



    Bjkas

    ResponderEliminar
  3. Obrigado pelo seu comentário, é sempre bom ver que alguém com tamanha qualidade gosta do que escrevemos.

    Apesar de nem sempre comentar, acompanho o seu blog.

    Beijo querida

    ResponderEliminar
  4. olá Maria
    È lindo o seu saber aqui descrito,

    Desejo que o seu novo ano lhe traga muita beleza e alegria positiva!!!

    1 beijo Lídia

    ResponderEliminar