terça-feira, 13 de setembro de 2011

Folia




Quero ir às Feiras Novas
E pousar na multidão,
Correr até à infância
Da minha imaginação.
Subirei rio acima,
No dorso duma lampreia,
E, de folia na mão,
Pularei a noite inteira.

De Matilde na lapela,
Ao toque da concertina,
Levar-vos-ei, Feiras Novas,
das margens do rio Lima.

Sem comentários:

Enviar um comentário